Governo do AC edita decreto com medidas contra o novo coronavírus e inclui serviços que podem voltar a funcionar

Entre as mudanças está o funcionamento de balsas, lavanderias, bancos, lotéricas, motéis e hotéis.

Decreto editado foi publicado nesta quinta-feira (26) no DOE.

Governo do AC edita decreto com medidas contra o novo coronavírus e inclui serviços que podem voltar a funcionar Reprodução/Rede Amazônica Acre O governador do Acre, Gladson Cameli, editou o decreto que estabelece medidas de emergência para o enfrentamento do novo coronavírus e incluiu alguns serviços que vão poder voltar a funcionar.

O texto alterado foi publicado na edição desta quinta-feira (26) do Diário Oficial do Estado. A medida foi tomada após reuniões entre o governador e representantes da Associação Comercial do Acre (Acisa) e Federação das Indústrias do Acre (Fieac).

A ideia é buscar um meio termo entre a saúde e a economia. O superintendente da Acisa, Pedro Silva, afirmou que as solicitações das entidades são para o estado não ficar com a economia ainda mais abalada.

Segundo ele, estão tendo várias reuniões e que essa flexibilização das medidas pode acabar a qualquer momento, caso o número de infectados aumente bruscamente. “A gente sabe que é um momento delicado, mas todo mundo sabe que o governo sobrevive de impostos e quem paga é quem produz, a indústria, o comércio, o agronegócio.

Então, a gente vem buscando o meio termo, algumas foram liberadas para delivery e outras estão sendo orientadas a fazer atendimento, mas sem tumulto e com cuidados de higiene”, afirmou Silva. Dentre os locais que podem voltar a funcionar durante a quarentena estão: estabelecimentos médicos, hospitalares, farmacêuticos, veterinários, psicológicos e odontológicos, os laboratórios de análises clínicas e clínicas de fisioterapia. Com o novo texto, a indústria em geral - com atendimento ao público apenas com agendamento -, além das empresas que trabalham com alimentos, medicamentos, produtos de limpeza e higiene, água, e mercados combustíveis vão reabrir suas portas. O decreto listou ainda outros estabelecimentos que não estavam contemplados no primeiro decreto e foram incluídos.

Veja: transporte fluvial em balsas; restaurantes localizados em rodovias; oficinas localizadas em rodovias; agropecuárias; lavanderias; borracharias; call center; chaveiros; bancos e lotéricas; construção civil; hotéis, para os clientes já hospedados ou para novos, desde que no interesse da administração pública; motéis; funerária; telecomunicações e manutenção de redes elétricas e de telefonia e internet; Com prévio agendamento do cliente e redução do número de funcionários no local, as empresas dos seguintes ramos também vão poder voltar ao funcionamento; óticas; concessionárias de veículos; oficinas mecânicas urbanas; pet shops. O governo volta a ressaltar que as demais empresas que desejarem atuar com entrega de produtos ou atendimento remoto podem funcionar durante a quarentena. Covid-19 no Acre O novo boletim da Secretaria de Saúde (Sesacre) confirmou, nesta quarta-feira (25), mais dois novos casos de Covid-19, o novo coronavírus, no Acre.

Com os novos casos, sobe para 23 o número de infectados pela doença no estado. O boletim aponta que a Saúde recebeu 295 casos suspeitos, descartou 225, confirmou 23 e mais 47 seguem em análise.

Todos os pacientes confirmados estão em Rio Branco.

Initial plugin text
Categoria:Acre