Florianópolis, São José, Palhoça e Biguaçu adotam decreto único de medidas contra coronavírus

Entre as regras estão proibição de acesso a espaços públicos aos finais de semana.

Restrições passam a valer a partir de sábado (11).

22 de junho - Movimento de pedestres na região central de Florianópolis Antônio Carlos Mafalda/Estadão Conteúdo As prefeituras de Florianópolis e das vizinhas São José, Palhoça e Biguaçu adotaram um decreto único de medidas de prevenção ao coronavírus.

Os prefeitos se reuniram na tarde desta quinta-feira (9) para produzir o documento em conjunto.

As regras passam a valer a partir de sábado (11). Segundo a prefeitura da capital, o decreto deve ser publicado ainda nesta quinta.

Entre as medidas estão a proibição de esportes coletivos e cursos livres, proibição de acesso a espaços públicos nos finais de semana e de entrada nos shoppings aos domingos. Prefeitos da Grande Florianópolis fazem reunião sobre medidas de prevenção à Covid-19 De acordo com a Prefeitura de Florianópolis, o objetivo é evitar que as pessoas saiam de casa desnecessariamente, especialmente aos finais de semana, já que há maior chance de aglomerações.

Nesta sexta (10), os prefeitos devem ter uma reunião com o secretário de Estado da Saúde, André Motta, sobre a ampliação de leitos na região.

Os municípios estão dispostos a ajudar financeiramente na contratação de mais leitos. Florianópolis tem 97,16% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ocupadas, segundo a prefeitura.

Com a situação do avanço da doença, a prefeitura anunciou na quarta-feira (9) que o decreto que estabelecia restrições em locais públicos, assim como em horários de estabelecimentos, fica prorrogado por tempo indeterminado. De acordo com o boletim do governo do estado divulgado na noite desta quinta, a capital tem 1.905 casos de coronavírus, com 22 mortes.

São José tem 843, com 13 óbitos.

Palhoça registrou 1.154, com seis mortes.

Em Biguaçu, são 385 casos, com sete óbitos. Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 SC
Categoria:Santa Catarina