Índios fazem protesto e ocupam sede da Câmara de Itaipava do Grajaú

Indígenas ocupam na tarde dessa sexta-feira (14) e pedem a construção de uma estrada vicinal dentro da Terra Indígena Geraldo Toco Preto, localizada na região.

Índios Timbiras ocupam sede da Câmara Municipal de Grajaú Índios da etnia Timbiras realizam um protesto e ocupam a sede da Câmara Municipal de Itaipava do Grajaú, cidade a 451 km de São Luís, na tarde dessa sexta-feira (14).

De acordo com as lideranças, eles pedem a construção de uma estrada vicinal dentro da Terra Indígena Geraldo Toco Preto, localizada na região.

Os indígenas alegam que por conta dos problemas de infraestrutura nas estradas, o tráfego de veículos é difícil e atrapalha o deslocamento das comunidades para outros municípios próximos, como Grajaú.

Eles também reclamam da falta de assistência básica de saúde na região.

As lideranças também pedem a presença do secretário de segurança pública, Jefferson Portela e um representante da Fundação Nacional do Índio (Funai).

(veja o vídeo acima). Por meio de nota, a Coordenação Regional da Funai no Maranhão, informou que tomou conhecimento do problema e que não são de competência do órgão, mas da Secretaria Especial de Saúde Indígenas (Sesai) e do município.

A Funai informou que atua como instância fiscalizadoras em ambos os casos.

A Funai disse ainda que por estar em operação nos municípios de Buriticupu e Amarante do Maranhão, por determinação do governo federal e estadual, ainda não foi determinado o envio de funcionários da sede para o local.

O órgão disse que acompanha a manifestação e se coloca à disposição para cumprir os deveres dentro das instâncias que são de responsabilidade da instituição.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) que não havia se manifestado até a publicação desta reportagem.

Categoria:Maranhão